Você sabe como medir a performance do seu site?

Na internet dos dias de hoje, velocidade é tudo. 

Uma pesquisa feita pelo Google e divulgada em 2017 concluiu que sites que demoram 10 segundos para abrir tem taxa de rejeição quase duas vezes maior do que os que abrem em até 3 segundos.

Outra pesquisa, desta vez feita pela Portent, indica que diminuir de 3 segundos para 2 segundos o tempo de carregamento de uma página pode até dobrar o número de visitantes de um e-commerce e aumentar significativamente a conversão dele.

Para além disso, a velocidade de carregamento da página é um dos fatores cruciais para a otimização para mecanismos de busca (SEO) de um site. 

A Backlinko, uma das empresas líderes no ramo, avaliou 1 milhão de pesquisas no mundo para entender quais os fatores mais impactam no ranqueamento de um site. Ela chegou a conclusão que um dos aspectos que mais beneficiaram foi o tempo que esses sites levam para carregar. 

Se você ainda não sabe como avaliar esse fator, existe uma ferramenta que ajuda no processo. É o PageSpeed Insights, um software que analisa todo o seu site e traz um relatório com as mudanças que precisam ser feitas para ele melhorar. 

Ainda não o conhece? Então permaneça no texto que vamos te explicar em detalhes como medir a performance do seu site. 

 

O que é PageSpeed Insights?

A PageSpeed Insights é uma ferramenta desenvolvida pelo Google para ajudar desenvolvedores a criar sites mais rápidos. 

Ela usa uma engine chamada “Lighthouse” para avaliar o desempenho de páginas web e depois propõe uma série de modificações que precisam ser feitas para fazê-las abrir mais rápido. 

Lançada pelo Google em 2010, hoje é a principal referência para medir o tempo de carregamento de páginas na web. Ela foi criada porque sites lentos diminuem a conversão de usuários em clientes, têm altas taxas de rejeição e oferecem uma péssima experiência para os visitantes da página. 

Ela trabalha com pontuações separadas em três categorias diferentes, a boa, a média e a ruim:

 

  • Boa: as boas práticas de desempenho foram aplicadas no site e ele conseguiu uma pontuação superior a 80.
  • Média: algumas práticas de desempenho foram aplicadas corretamente, mas há um espaço significativo para a otimização da página. A pontuação varia entre 60 e 79. 
  • Ruim: o site é lento e provavelmente oferece uma experiência de usuário ruim para o visitantes. Há muito espaço para a otimização. A pontuação é de 0 a 59. 

 

Além das três categorias, ela oferece relatório personalizado para otimizações no mobile e no desktop. Vale lembrar que o tráfego vindo de smartphones já representa o maior volume de visitas recebidas por páginas na web hoje.  

 

O que prestar a atenção na PageSpeed Insights?

Ao acessar a PageSpeed Insights, você coloca o endereço do seu site e espera pelo relatório de avaliação. Depois, abre uma tela com uma pontuação geral e um resumo do que foi avaliado pelo sistema do Google.

À primeira vista, o sistema pode parecer um tanto confuso. Afinal, há uma série de números e, caso você tenha pouca familiaridade com programação, pode ficar um pouco perdido com os números e os termos que aparecem na tela. 

É possível simplificar esse relatório a partir de três bases diferentes: 

  • Desempenho do servidor;
  • Compactação do código;
  • Tamanho das imagens; 

A maior parte dos sites enfrenta problemas com pelo menos um desses aspectos. É comum que sites que não passaram por uma otimização prévia tenham problemas em todos eles. 

A PageSpeed depois oferece um passo a passo sobre o que você pode fazer para melhorar em cada um desses problemas. 

Para ajudar você entender melhor o sentido desses aspectos, abaixo explicamos brevemente cada um e a relação dele com o desempenho do seu site. 

 

Desempenho do servidor 

Quando se fala em velocidade de site, há um conceito importante a se entender. É o TTFB (time to the first byte) ou o tempo do primeiro byte. 

Essa é uma métrica que mede em quanto tempo o servidor demora para entregar o primeiro byte do seu site, depois de uma requisição feita pelo visitante do seu site. 

O número ideal para essa métrica é de 200 ms. Até 500 ms, é considerado aceitável. Acima disso, tem-se que o tempo de resposta está muito alto e que alterações precisam ser feitas nesse nível para que seu site seja otimizado. 

Os problemas aqui podem variar desde a estrutura do código, até a configuração do host. É ideal contactar a pessoa responsável pela infraestrutura do site para efetuar a mudança. 

 

Compactação do código

A forma como o código está estruturado também é motivo de muita dor de cabeça para os desenvolvedores que querem melhorar a velocidade do site. 

É importante que o código seja o mais limpo possível e que as programações CSS e de JavaScript do site tenham processos de abertura otimizados. 

Para otimizá-los, é preciso saber quais são os elementos mais importantes do site e, assim, programar os menos importantes para abrir de forma assíncrona com ele. 

Nessa etapa é importante ter o suporte de um bom desenvolvedor front-end para entender o funcionamento da sua página e fazer o ajuste da melhor forma possível. 

 

Tamanho das imagens

O tamanho das imagens também impacta na velocidade de carregamento das páginas. 

Os sites hoje são feitos em designs fortemente baseados em fotografias e ilustrações e, caso elas não estejam devidamente otimizadas, é possível que façam com que ele fique mais lento. 

O Google recomenda que as imagens tenham, no máximo 500kb. Os formatos precisam ser JPG ou PNG. 

Outra dica importante é renomear as imagens antes de subí-las ao site. Isso também colabora para o tempo de abertura da sua página, além de deixar o seu site mais amigável para leitores de tela. 

 

***

Melhorar a velocidade do seu site vai ajudá-lo na retenção do tráfego que você atrai, na sua conversão e na otimização dele para os mecanismos de busca. 

Entender o PageSpeed Insights é o primeiro passo para você trabalhar essa mudança e ter uma página mais rápida.

Se você gostou desse artigo, que tal assinar a nossa newsletter? Enviamos semanalmente uma série de conteúdos relevantes para você, diretamente no seu email. Temos a certeza que você vai adorar.

Mobister

Marketing para tecnologia.